Coronavírus: comissão da Câmara aprova tabelamento de máscaras e álcool gel

Em meio ao receio populacional com relação ao coronavírus, deputados federais aprovaram um requerimento que sugere ao Executivo nacional a para proibição das exportações e o tabelamento de preços dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) como máscaras e álcool gel. A medida já foi tomada por alguns países da Europa.

Por unanimidade, deputados da Comissão Externa do Coronavírus, responsável por acompanhar as ações governamentais de combate à doença, solicitaram ao Ministério da Saúde que proíba as exportações de materiais que fazem parte dos kits contra a doença.

Os parlamentares federais também requereram o tabelamento dos preços dos produtos básicos e insumos utilizados no tratamento da epidemia, conhecida como Covid-19. Ambas as medidas já foram adotadas pela na Alemanha (proibição de exportação) e pela França (tabelamento), por exemplo.

Os requerimentos, propostos pelo deputado Dr. Luizinho (PP-RJ), foram aprovados em reunião deliberativa da comissão nesta quarta-feira (11). O deputado (foto) também chamou a atenção para a dificuldade de se encontrar os produtos no mercado e também para o aumento de preço dos materiais.

A caixa de máscaras, por exemplo, subiu de 90 centavos para R$ 11, segundo informação dada pelo presidente da Anvisa, Antônio Barra, em audiência na Comissão na semana passada. “A situação vem se mostrando cada vez mais grave, e o Brasil deve tomar medidas urgentes. Essas são básicas”, afirmou Luizinho.